27 de janeiro de 2014

Onde está a felicidade?


Na TV - com voz e música de mistério - a seguinte chamada: A busca pela felicidade: uma saga, com muitos obstáculos, enfrentada na atualidade. Nas revistas a seguinte manchete: Você é feliz? Nos últimos anos, cada vez mais pesquisadores têm tentado descobrir o que faz as pessoas felizes. Nos anúncios a seguinte mensagem - mesmo que subliminar: Compre esse apartamento/viagem/creme/roupa/eletrônico/tratamento estético, sorria e seja feliz - como essa moça linda da foto. Nas redes sociais: Tenha um amor lindo como o meu, frequente os restaurantes que eu frequento e exiba sua beleza nas fotos – com muito filtro – e quem sabe você não consiga parecer mais feliz!? ;-)


Bem, então vamos ver se entendemos a receita:


1) Leia as pesquisas: Você não vai questionar a credibilidade de dezenas de pesquisadores que acompanharam de perto como as pessoas felizes se comportam, certo? Veja tudo que essas pessoas fazem em sua rotina, não importa se você terá que adotar comportamentos completamente diferentes da sua personalidade. Estamos na era da padronização, lembra? Se você tiver que ser igual a alguém que seja igual às pessoas felizes, não é mesmo?

2) Compre, não importa o que você faça: a etapa da compra, do "ir para meu carrinho", do "efetuar pagamento", tem que fazer parte da rotina de uma pessoa feliz. Mulheres que saltam na praia de felicidade compram biquínis caros, fazem tratamento estético, clareiam os dentes, passam protetores caros e hidratam muito bem o cabelo. Você não acha que vai chegar na praia saltando de felicidade, pura e simplesmente, e vai sair tão bem na foto assim, né?

3) 
Pronto, chegamos num passo muito importante "sair bem na foto". Porque afinal de contas, não importa tanto se você realmente é feliz. O que importa mesmo é se você sabe demonstrar sua, tão duradoura e plena, felicidade para as pessoas. De que adianta ter um dia feliz se ninguém vai saber e se quem tanto te inveja não ver sua vitória? Se não tiver parecendo tão feliz assim, nada que uns óculos de sol, uma saturada nas cores da foto e uma legenda declarando amor a alguém não resolvam. 

4) E, acima de tudo, você deve "buscar" a felicidade. Sim, vista-se em seu melhor estilo e passe a buscar lugares felizes. Seria na boate Nova Night, no restaurante Nova Paris, ou quem sabe na Nova Zelândia, em Nova Jérsei, em Nova Iorque, em Nova Iguaçu? Não faz diferença, o que importa é que a felicidade sempre está em um novo lugar que não o que você esteja nesse momento.

Pronto, depois de seguir todos esses passos você vai se sentir cansado, mas isso não tem tanta importância, o fato relevante disso tudo é que você é um guerreiro, que luta com obstinação para parecer ser uma pessoa feliz. 


Mas, anote aí os passos mais importantes de todos: não procure a felicidade nas pequenas coisas; não se delicie com o vento bagunçando seu cabelo num passeio de bicicleta; não sinta prazer em cozinhar um prato simples para quem você gosta; não descubra o encanto das viagens curtas; das caminhadas longas; da cerveja gelada num dia de calor; de umas boas gargalhadas entre amigos. E acima de tudo, nunca, jamais, em nenhuma hipótese acredite que a felicidade de quem você ama pode te fazer mais feliz que a sua própria felicidade. Escapando dessas tentações você está apto a parecer feliz. Mas não descuide, num deslize desses, você pode acabar sendo feliz de verdade e ah... Essas pessoas felizes, viu? Ocupam-se mais em viver do que em parecer. 

Um comentário: