19 de junho de 2010

Diálogo SEMtemporâneo II - Não sei não


Ela diz: – Não acredito em “não sei”. Para mim a pessoa sempre sabe o que quer e não diz, ou não age de acordo por covardia.
A outra diz: – Eu acredito porque já me vi em situações assim, precisei parar e decidir.
Ela diz: – Na verdade você parou por medo, já sabia sim.
A outra diz: – Nem sempre é assim, as vezes você simplesmente não sabe.
Ela diz: – Não acredito nisso, para mim é agora, rápido, preciso, quero: SIM; um momento, aguarde, espere, pense: NÃO. Simples assim!
A outra diz: – Eu ainda acho que a dúvida tem o poder de tornar a decisão mais certeira e racional. Você AVALIA o entorno, o que QUER, para ONDE quer ir...
Ela diz: – Não acredito e ponto. Mas tenho que ir. Dia cheio de decisões!
A outra diz: – Ok! O que fará amanhã?
Ela diz: – Primeiro preciso AVALIAR se vou render nos estudos hoje, depois vejo se QUERO fazer algo e então te falo ONDE vou. Por enquanto, não sei...

Um comentário:

  1. É isso aí. Mesmo a mais certa do mundo, um dia cai na incerteza! É a vida ensinando a pensar diferente...

    ResponderExcluir