4 de maio de 2010

Ponto ação


Pausa para respirar
Fôlego para pontuar
Sopro para transformar

Como o “s” aguarda um plural
Os dois pontos procuram o travessão:
O sinônimo sonha com o igual
                      O recuo busca a citação
A exclamação dá um tom musical!
A reticência espera a continuação (...)

O mesmo ponto que pontua
Impulsiona a ação 

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Mattosquelaaa! Estou viciada, já estava aqui esperando novos posts pra explodir meu orgulho de amiga!

    Que cabecinha gente... Muito bonitinho, fofinho, espertinho, delicadinho, profundinho, chuchuzinho!

    Quando li ouvi até um fundo musical ao fundo, acredita? Estilo Adriana Calcanhoto, calmo e suave... Tão bem que essa menininha escreve!

    Meu amor de amiga! =)

    ResponderExcluir
  3. mto fofo! Realmente, tem um Q de Adriana Calcanhoto o texto! hehe
    vou até postar no meu um textinho que fiz sobre pontuação, sobre isto que nos controla!
    ;)
    depois veja!

    ResponderExcluir
  4. O mesmo ponto q pontua
    Impulsiona a ação...
    Será?

    Assim espero!
    TE AMO!

    ResponderExcluir
  5. CARAAAAAAAACA, vc tá phoda, hein? Achei maravilhosa sua sacação de fazer verso sobre os sinais gráficos e, sem didatismo, nos fazer pensar: o ponto final nem sempre marca o fim, mas sim o início de algo mais, de uma nova ação. Como deve ser a nossa vida, né?

    Concordo com Thi: poema digno de Adriana Calcanhoto (ou Partimpim)!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir