1 de abril de 2010

Enquanto isso...


Enquanto isso...
A moça prepara o almoço
O forte exibe o braço
A criança empurra o balanço
O passo, a poça, o abraço

Enquanto isso...
O fumante procura o maço
O estudante o almaço
A chuva se despede de março
A poça, o abraço, o passo

Enquanto isso...
A moça já lava a louça
O forte usa a força
A criança já não mais balança
O abraço, o passo, a poça


Saia na chuva; pise na poça; de um abraço na moça.
Enquanto fazia isso, fui assinalando outros “enquanto isso” que poderiam existir entre os versos.
Outras milhares de possibilidades existem nas limitadas palavras presentes.
Outras bilhares de possibilidades existem nas ilimitadas palavras existentes.

Qual o seu "enquanto isso"?

9 comentários:

  1. Enquanto isso eu tô no estágio, sentindo vontade de andar debaixo da chuva fina; enquanto isso eu não atualizo meu blog, mas ele permanece lá quieto (ahaha só para vc ir lá!)

    :)

    ResponderExcluir
  2. Equanto isso na sala de Justiça, ou, quer dizer, na sala da editora... Eu penso num amor, penso em Harvard, penso na França com irmã, penso no meu lar que está por vir, penso no meu pai que tenho saudades, penso na minha formatura, na entrada do mestrado, penso nos meus filhos que não demorarão pra vir, PENSO, PENSO, PENSO!

    ResponderExcluir
  3. Adorei! sempre dando passo.andando...

    ResponderExcluir
  4. enquando isso... a moça dança, o chico canta, a sexta é santa.... e a vida anda....

    ResponderExcluir
  5. enquanto isso, penso em que receita preparar em cada passo...
    estou adorando essa fase mattosquela, onde esse talento tava guardado hein, quanto tempo ficou no enquanto isso...rs!!
    beijos!

    ResponderExcluir
  6. CARACAAAAA!!!!! Tá arrebentando!!! Que sensibilidade, Fabi!!! Tô arrepiada! O poema é lindíssimo! Foto e diagramação 10, questionamento 11...

    Enquanto isso, vou tratando de manter meu blog atualizando, postando meus contos, meus desabafos... sonhando em ser lida e reconhecida. Sonhando em ser uma grande editora e uma escritora maior ainda.

    Aproveito e divulgo o meu De Vento em... Prôa (www.analuciaproa.blogspot.com), rsrsrs! Abusei, mas a propaganda pode ajudar a realizar meus sonhos, né? Será? Tomara!

    Beijos com amor e admiração!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Lindo poema!
    Lindo mesmo!

    Enquanto, ao "enquanto isso", todos temos um. Mas não será uma necessidade imposta de sempre estarmos fazendo alguma coisa?

    beijos!
    Veltarei aqui sempre!

    www.desliterato.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Enquanto isso fico toda boba com tanto carinho!

    ResponderExcluir